terça-feira, 31 de maio de 2011

PROSSEGUE RENDENDO COMENTÁRIOS A EVOLUÇÃO EXAGERADA DA RIQUEZA DO MINISTRO PALOCCI


Suplicy: Palocci ganhou R$ 1 mi para assessorar fusão

O ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, ganhou R$ 1 milhão para trabalhar como consultor de um processo de fusão de empresas, disse o senador Eduardo Suplicy (PT-SP). Ainda conforme o parlamentar, o valor foi revelado pelo próprio ministro na reunião com a bancada do PT e a presidente Dilma Rousseff na semana passada.

Palocci pediu para fazer uma exposição sobre os negócios de sua empresa, a Projeto, nos anos de 2006 a 2010, quando seu patrimônio cresceu de forma exponencial. Sem citar nomes de clientes, Palocci disse que a Projeto tinha três áreas de atuação: palestras, consultoria econômica e assessoria de empresas em processos de fusão.

Segundo o relato de Suplicy, o ministro afirmou que, em relação a fusões, os contratos tinham taxa de sucesso. Ou seja, Palocci receberia mais dinheiro se a união de empresas fosse referendada pelos órgãos de controle e se mostrasse um bom negócio. No caso citado pelo ministro, a expectativa era de que recebesse entre R$ 2 e R$ 3 milhões, mas, como ele teve de fechar a área de consultoria da Projeto em dezembro do ano passado, o valor ficou mais baixo.

“Na medida em que se realizasse a fusão e se verificasse sucesso em seus resultados, ele (Palocci) poderia ter um rendimento maior. Ele citou um exemplo que ele poderia ter recebido entre R$ 2 e R$ 3 milhões, mas, como teve de fechar a consultoria, acabou concluindo o negócio por R$ 1 milhão”, disse Suplicy.

O senador petista disse ainda que o ministro não revelou quais seriam as empresas envolvidas nesse processo de fusão. Também sem citar nomes de clientes, o ministro revelou valores cobrados por palestras. Segundo Suplicy, Palocci disse cobrar de R$ 10 mil a R$ 20 mil por palestra e alegou ter exercido essa atividade com frequência. A Projeto não confirmou os valores. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

BRASÍLIA/DF: GALERIA DA HISTÓRIA DO CONGRESSO NACIONAL




O Senado omitiu o impeachment do ex-presidente e senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL) em galeria sobre a história da Casa, reinaugurada nesta segunda-feira.

Collor, primeiro presidente eleito pelo voto popular após mais de duas décadas de Regime Militar, foi destituído em meio a acusações de envolvimento em escândalos e suspeitas de corrupção, como tráfico de influência e irregularidades financeiras.

Ele chegou a renunciar, mas o Senado aprovou a saída do cargo e a perda dos direitos políticos de Collor por oito anos, motivada por forte pressão popular, principalmente por parte de um movimento de jovens e estudantes que ficaram conhecidos como os "caras-pintadas".

O conjunto de 16 paineis da exposição segue uma linha cronológica desde 1822, data de criação do Senado. Há menções a fatos históricos importantes, como a Abolição da Escravatura (1888), o Ato Institucional No 5 (1968), e a Constituinte (1988).

Mas a linha do tempo da década dos anos 1990 não traz indicação de fato relevante que tenha ocorrido em 1992, ano em que Collor perdeu o posto de presidente da República.

O presidente da Casa, José Sarney (PMDB-AP), minimizou a ausência do fato histórico --que avaliou não ser "tão marcante"-- na galeria.

"Não posso censurar os historiadores que foram encarregados de fazer a história. Agora, eu acho que talvez esse episódio seja apenas um acidente e não devia ter acontecido na história do Brasil. Não é tão marcante como foram os fatos que aqui estão contados, que construíram a história e não os que, de certo modo, não deviam ter acontecido", disse Sarney a jornalistas.

Desde 2007 Collor exerce o mandato de senador por Alagoas.

A galeria foi reinaugurada na tarde desta segunda-feira, no Túnel do Tempo, corredor de grande circulação de pessoas que liga o prédio principal do Senado ao Anexo 2. Os paineis foram criados pela equipe de Criação e Marketing da Secretaria de Comunicação do Senado.

Em nota, a Secretaria de Comunicação da Casa argumentou que a "a opção dos historiadores foi destacar os fatos marcantes da atividade legislativa. O foco da exposição é mostrar a produção legislativa do Congresso Nacional".

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

SALVADOR/BAHIA

PERINI: VÍDEO MOSTRA EXPLOSÃO DURANTE INCÊNDIO


Confira o registro do incêndio que atingiu a Perini da Avenida Princesa Leopoldina, no bairro da Graça, em Salvador, na noite desta segunda-feira (30). Durante a filmagem feita pela estudante Lorena Morgana, da varanda de seu apartamento, uma grande explosão ocorre dentro do local, seguido de um blecaute em prédios vizinhos. As chamas começaram por volta de 19h30 e o trabalho de controle do fogo foi iniciado às 21h.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

CACHOEIRA/BAHIA


COLUNA

CINEMA É CACHOEIRA

Por Lucas Reis*

Humberto Mauro, um dos pioneiros do cinema brasileiro, em certa entrevista fez uma célebre definição para a sétima arte: “Cinema é Cachoeira”. Mauro percebeu que as águas em queda mostram a natureza viva pulsando em movimento, e comparou o cinema à cachoeira, por sua beleza, força e dinamismo. Ele acreditou no poder do cinema para pensar, discutir e mostrar o Brasil aos brasileiros, e com base em seu legado, pensamos, discutimos e aqui apresentamos a coluna CINEMA É CACHOEIRA.

O recôncavo baiano, em especial as cidades de São Félix e Cachoeira, entregaram-se à magia das imagens em movimento a partir de 1923 com a chegada de um dos primeiros cinemas do país, o Cine-teatro Glória, que foi construído em Cachoeira, e há quase 90 anos compõe a plausível paisagem arquitetônica desta cidade que já foi cenário de importantes filmes da cinematografia nacional. Desde 2005, a cidade também abriga o Centro de Artes, Humanidades e Letras - CAHL da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. Cinema e Audiovisual é um dos cursos que constitui o CAHL, pensar e fortalecer a produção cinematográfica na região foi justamente um dos objetivos de sua implantação em Cachoeira.

Ao contrário do que muitos pensam, a universidade não está limitada aos quatro pilares da sala de aula. O diálogo da comunidade acadêmica com a população do recôncavo, além de promover uma interação social, é fundamental para uma formação qualificada. Por isso surgiu a idéia de abrirmos esse espaço, para que juntos, possamos pensar e discutir o cinema brasileiro, em especial as produções baianas.

Na coluna CINEMA É CACHOEIRA, além de notícias sobre o audiovisual na Bahia, o leitor encontrará críticas, comentários e sugestões de filmes nacionais, e ficará informado sobre os eventos que vem acontecendo na região, com esta temática. A coluna estará disponível no jornal O Guarany, semanalmente no blog e mensalmente no impresso.

FIQUE POR DENTRO!

Cachoeira terá o Memorial Roque Araújo

No dia 21 de maio, Cachoeira foi sede do primeiro encontro da ação “Diálogos Brasil Audiovisual”, promovida pela SAV, que encerrou o evento de lançamento do programa “Quartas Baianas no Interior”, da Associação Baiana de Cinema e Vídeo (ABCV). Os “Diálogos Brasil Audiovisual” visa estreitar o diálogo do MinC com realizadores de todas as regiões do país, discutindo as políticas públicas para fomento da produção audiovisual e colhendo contribuições para o aprimoramento destas políticas.

Durante o evento, a secretária nacional do Audiovisual, Ana Paula Santana, anunciou a criação do Memorial Roque Araújo, técnico e diretor de cinema que trabalhou em diversos filmes de Glauber Rocha nas décadas de 1960 e 1970. O Memorial reunirá acervo de equipamentos cinematográficos – câmaras, projetores, moviolas para montagem de filmes, etc. – antigos, reunidos por Roque Araújo, e será instalado ainda este ano em um dos casarões de Cachoeira.



UFRB faz parceria com o MinC e com a Escola de Cinema de Cuba, em projeto Audiovisual.

O Projeto de Animação Brasil-Cuba, da SAV, foi criado no âmbito de cooperação entre os governos cubano e brasileiro, com o objetivo de promover a qualificação e especialização na produção de animação para crianças e a troca de experiências entre artistas e especialistas de infância dos dois países. O convênio envolve o Ministério da Cultura, a Escola de Cinema de Cuba e a Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, e visa o desenvolvimento de projetos de filmes de animação. A primeira fase está sendo realizada em Cuba e a segunda parte ocorrerá em Cachoeira.

Viva o Curta-metragem. Curta Antônio Pitanga!

O Cineclube Mário Gusmão retoma suas atividades discutindo o curta-metragem. É uma oportunidade imperdível de assistir, em conjunto, uma ótima safra de curtas nacionais realizados nos últimos dois anos e um panorama da produção desse formato na Bahia.

A mostra Antônio Pitanga e o Ciclo Baiano presta homenagem a um dos grandes atores negros brasileiros, em conjunto com a revista eletrônica CineCachoeira e a Pró-reitoria de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis – PROPAAE/UFRB.

Confira a Programação:

Mostra Curtas Baianos – um panorama

04/05 a 08/06 | Quartas-feiras

01/06

Programa V – Cinema de Artista (42min)

Auditório da Fundação Hansen-Bahia | 19h30

>> Gato (Capoeira), de Mário Cravo Neto (1979, 13min, S8, exp)

>> Ododô, ano 2000, de Marcondes Dourado (1996, 12min, vídeo, exp)

>> Capitália, de Danillo Barata (2003, 09min, vídeo, exp)

>> Barrueco, de Ayrson Heráclito e Danillo Barata (2004, 04min, vídeo, exp)

>> O Mundo de Janiele, de Caetano Dias (2007, vídeo, 04min)

Sessão comentada com os diretores Profs. Ayrson Heráclito e Danillo Barata.

08/06

Programa VI – Geração Super-8: Edgar Navarro (67min)

Auditório da Fundação Hansen-Bahia | 19h30

Alice no País das Mil Novilhas, de Edgard Navarro (1976, 18min, S8, exp)

Exposed, de Edgard Navarro (1977, 10min, S8, exp)

Rei do Cagaço, de Edgard Navarro (1978, S8, 09min)

Lin e Catazan, de Edgard Navarro (1979, 08min, S8, ficção)

Na Bahia Ninguém fica em Pé, de Edgard Navarro, José Araripe Jr. E Pola Ribeiro (1978, 09min, S8, exp)

Sessão comentada com o diretor Edgard Navarro

Mostra Antônio Pitanga e o Ciclo Baiano

15/06 a 06/07 | Quartas-feiras

15/06

Auditório da Fundação Hansen-Bahia | 19h30

>> Bahia de Todos os Santos, de Trigueirinho Neto (1960, ficção, 35mm, 102 min)

+ Festa de lançamento da segunda edição da revista eletrônica CineCachoeira com forró, licor e amendoim.

29/06

Praça da Aclamação de Cachoeira | 19h30

A Grande Feira, de Roberto Pires (1961, ficção, 35mm, 92min)

06/07

Auditório da Fundação Hansen-Bahia | 19h30

Barravento, de Glauber Rocha (1961, ficção, 35mm, 81min)


*Lucas Reis é graduando em Cinema e Audiovisual pela UFRB e pesquisador no Programa de Educação Tutorial – PET Conexões de Saberes/UFRB. E-mail: lucasreis.ufrb@gmail.com

domingo, 29 de maio de 2011

SUSTENTE O HÁBITO DA BOA ALIMENTAÇÃO

Nove alimentos para deixar a imunidade nas alturas

Transforme-os em aliados e deixe a saúde perfeita

Sua imunidade anda baixa? Ou, melhor ainda, você não quer dar chance para que nenhum mal afete a sua saúde? Aposte em um prato de comida bem equilibrado, principalmente com os ingredientes certos. "Os alimentos são ricos em vitaminas, minerais e outras substâncias que auxiliam na manutenção do sistema imunológico", afirma Ioná Zalcman, mestre em nutrição pela Universidade Federal de São Paulo. De acordo com a nutricionista, atingir a recomendação diária de consumo de frutas e vegetais já garante uma defesa melhor. "O consumo deve ser de cinco porções por dia: três frutas e dois vegetais", completa. A seguir, confira a lista de campeões da blindagem e conheça os motivos que tornam esses alimentos poderosos aliados do organismo.

  • Frutas cítricas - Foto: Getty Images
  • Vegetais - Foto: Getty Images
  • Leguminosas - Foto: Getty Images
  • Noz e castanha - Foto: Getty Images
  • Tomates - Foto: Getty Images
  • Comida Japonesa - Foto: Getty Images
  • Cogumelos - Foto: Getty Images
  • Gengibre - Foto: Getty Images



Frutas cítricas - Foto: Getty Images

Frutas cítricas, como laranja, acerola, kiwi, tomate, além de brócolis, couve e pimentão verde e vermelho são ricos em vitamina C, antioxidante que aumenta a resistência do organismo

NOVA PERSONAGEM REFORÇA SUSPEITAS SOBRE O ENRIQUECIMENTO DO MINISTRO PALOCCI


Empresa contrata amigo de Palocci e ganho dispara
Um personagem até agora desconhecido publicamente surgiu na crise envolvendo o ministro da Casa Civil, Antonio Palocci. É Celso dos Santos Fonseca, nomeado por ele para administrar a Projeto Consultoria Econômica e Financeira entre julho e dezembro de 2010, período em que a empresa faturou pelo menos R$ 10 milhões e o ministro comprou o apartamento de R$ 6,6 milhões em São Paulo.

Homem de confiança de Palocci, Fonseca tem ligações com duas empresas que, juntas, já receberam cerca R$ 5 milhões do governo federal comandado pelo PT. Uma delas aumentou em 30 vezes o faturamento após contratar o amigo do ministro.

Entre abril de 2008 e janeiro de 2011, Fonseca foi superintendente comercial da editora e distribuidora de livros SBS Special Book Services, que vende obras didáticas, científicas e de idiomas. Deixou esse cargo e a administração da consultoria de Palocci para assumir, em fevereiro, a chefia de gabinete do presidente da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) - vinculado ao Ministério de Ciência e Tecnologia -, Glauco Arbix, um amigo de Palocci dos tempos em que militaram no movimento estudantil Liberdade e Luta (Libelu). Arbix esteve presente na cerimônia de posse de Palocci como ministro da Casa Civil, em janeiro.

Em 2007, segundo dados do Portal da Transparência, a SBS recebeu R$ 36 mil do governo, apenas R$ 10 mil a mais do que 2006. No ano seguinte, com Celso Fonseca na função de diretor comercial, a SBS faturou pelo menos R$ 1,1 milhão, segundo os dados publicados no portal do governo. Mais cerca de R$ 1,3 milhão foi pago 2009. Em 2010, ano em que Fonseca assumiu a função de administrador da consultoria de Palocci, a SBS também vendeu R$ 1,3 milhão em livros para o governo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


TEGUCIGALPA/HONDURAS

Milhares esperam Zelaya em sua volta a Honduras

Centenas de milhares de hondurenhos vindos de todo o país se concentravam desde as primeiras horas de sábado (28/05) na Praça Isis Obed Murillo, ao sul do aeroporto internacional de Toncontín em Tegucigalpa. Eles esperavam para dar as boas-vindas ao ex-presidente Manuel Zelaya, que regressou ao país passar 16 meses exilado na República Dominicana.

Giorgio Trucchi/Opera Mundi


Homens, mulheres, jovens, crianças e idosos lotaram o local. Alguns erguiam as bandeiras vermelhas com as letras da FNRP (Frente Nacional de Resistência Popular) – movimento originado da oposição ao golpe de Estado – minuciosamente preparadas nos últimos dias graças ao incansável trabalho voluntário de centenas de jovens.

Leia mais:
Zelaya volta a Honduras em meio a divergências entre apoiadores e violações de direitos humanos
Roberto Sosa: a poesia como arma de resistência em Honduras
'Nem mesmo Zelaya pode garantir sua segurança em Honduras', diz refugiado da resistência

A expectativa de ver realizada uma das principais demandas da Resistência hondurenha, a volta o presidente deposto e coordenador nacional da FNRP, Manuel Zelaya, os fez aguardar por mais de oito horas sob o forte sol característico do início do inverno hondurenho.

“As pessoas estavam desesperadas para ver seu coordenador nacional. Agora o sonho se torna realidade e vamos rumo à Constituinte para refundar Honduras”, disse Dionisia Díaz, a “avó da Resistência”, que por quase dois anos percorreu as ruas do país em protestos contra o golpe de Estado de junho de 2009.

Apesar de a chegada de Zelaya ter atrasado quase três horas, as pessoas estavam firmes em seu lugar, cantando e aplaudindo os artistas que entretinham a multidão.

“O regresso de Zelaya é o resultado da luta de um povo indomável. Um povo que fez milagres porque soube se organizar, mobilizar, crescer politicamente, apesar da repressão e dos assassinatos. Agora este povo tem esperança e a volta de Zelaya é o primeiro passo de uma nova etapa da luta”, disse ao Opera Mundi o membro do Comitê Executivo Nacional da FNRP, Carlos H. Reyes.

Chegada

Quando às 14h22 o avião da venezuelano aterrisou no aeroporto de Toncontín, as pessoas cantavam em coro frases como “Sim, se pode”. “Da resistência ao poder popular”, gritavam, enquanto Zelaya e seus acompanhantes, entre eles o chanceler venezuelano Nicolás Maduro, a ex-senadora colombiana Piedad Córdoba, o ex-presidente panamenho Martín Torrijos, o secretário de Estado dominicano Miguel Mejía e vários exiliados.

Zelaya saudou a mulitidão agitando seu chapéu e agradeceu ao povo hondurenho e a todos os setores envolvidos com a luta da Resistência por terem sido os verdaderos artífices de seu regresso. Também agradeceu à comunidade internacional pelo apoio dado ao longo destes dois anos.

Durante seu discurso, leu o Acordo de Cartagena, firmado por ele e pelo presidente Porfirio Lobo no domingo passado (22/5), no marco do processo de mediação impulsionada pelos presidentes da Venezuela e da Colômbia. Ao ressaltar a importância do Acordo “como um primeiro passo rumo à reconciliação”, o presidente deposto enfatizou a necessidade de zelar por seu cumprimento.

Por fim, convidou o governo norte-americano a mudar sua política externa em relação a Honduras e à América Central. “Permita nos fazer democracia na América Latina porque não precisa ter medo do sistema democrático”, disse Zelaya. “Obrigado por esta vitória que é da Resistência. E agora vamos rumo à construção do poder popular”, completou.

Leia também:
Zelaya será recebido com festa por aliados e simpatizantes no retorno a Honduras
Honduras deve retornar à OEA em 1 de junho, diz ministra colombiana
Acordo define retorno de Zelaya e reinserção de Honduras à OEA
Garcia sinaliza que Brasil pode reconhecer governo de Honduras em breve
Insulza indica que pode readmitir Honduras na OEA após absolvição de Zelaya

Giorgio Trucchi/Opera Mundi


Planos

Apesar do justificável entusiasmo pela volta de Zelaya, várias organizações que integram a FNRP ressaltaram a importância de não esquecer o que aconteceu em Honduras nos últimos dois anos. “Fazemos um chamado ao povo para não esquecer, nem perdoar, e a continuar lutando para refundar nosso país. Não pode haver reconciliação, nem reconhecimento do regime até que não castiguem os repressores e termine a impunidade”, afirmou a coordenadora do COPINH (Conseljo Cívico das Organizações Populares e Indígenas de Honduras) Bertha Cáceres.

Segundo o sociólogo e analista político Eugenio Sosa, com a volta de Zelaya, fecha-se um ciclo “marcado pela luta popular anti-golpe” e se abre um novo, que é “a construção de um novo instrumento político que aponta para a disputa eleitoral para a tomada do poder”.

De acordo com sua análise, Zelaya e a FNRP devem aproveitar o entusiamo da população. “A população viu que com a luta se pode conquistar algo importante e quer trabalhar, mas não sabe como canalizar esta energia”. Neste – continuou Sosa – “Zelaya e a Frente devem estruturar de imediato uma estratégia política e de poder. Se esse passo não for dado nos próximos meses, é possível que seja gerada confusão, dispersão e disputas internas, desperdiçando essa unidade em meio à diversidade, que caracteriza a FNRP”, concluiu.

sábado, 28 de maio de 2011

GOVERNO DA BAHIA

Greve dos professores das Universidades Estaduais da Bahia - 2011

Click no vídeo e avalie os argumentos

SALVADOR/BAHIA

O governador Jaques Wagner admitiu, em entrevista à Rádio Metrópole sexta-feira (27), que a evolução patrimonial do ministro-chefe da Casa Civil, Antonio Palocci, “chama a atenção”. Em quatro anos, o valor dos bens teria crescido em 20 vezes, de acordo com reportagem do jornal Folha de S. Paulo. A declaração foi feita apenas quatro dias após o governador baiano se reunir com outros quatro chefes de Executivo estadual petistas para declarar apoio a Palocci. Na mesma entrevista, Wagner considerou ainda que a divulgação das informações sobre o enriquecimento do homem-forte da presidente Dilma Rousseff "tumultuou o ambiente político" no país. "Se foi ganho dentro de um trabalho normal, é mérito dele, mas chama a atenção, em um ano de consultoria, ganhar R$ 20 milhões. Todo mundo se surpreende, porque é um rendimento muito grande. Chama a atenção", comentou Wagner, que comanda o maior estado governado pelo PT.

O SÁBIO


"O Sábio não se exibe,
por isso brilha.
Ele não se faz notar,
por isso é notado.
Ele não se elogia,
por isso tem mérito.
E por não estar
competindo, ninguém
jamais poderá vencê-lo."

sexta-feira, 27 de maio de 2011

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA


IPAC prepara ação educativa em Seabra

Memórias e roteiros dos patrimônios culturais e ambientais de Seabra integram exposição e programa de educação do IPAC em seis municípios da Chapada Diamantina



Após passar pelos municípios de Wagner e Iraquara, na Chapada Diamantina, a exposição Circuitos Arqueológicos está sendo preparada em Seabra, município que fica a 456 km da capital baiana através de parceria entre Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), da Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), e a Secretaria de Educação da Prefeitura de Seabra.

A mostra apresenta resultados das oficinas de fotografia e conservação de objetos que o IPAC promove desde 2010. São 20 fotografias e dezenas livros e peças antigas restauradas por cerca de 40 alunos, entre estudantes da rede municipal, professores, guias de turismo e funcionários municipais que participaram gratuitamente dos cursos.

Os trabalhos expõem as memórias dos moradores, roteiros dos patrimônios culturais e ambientais de Seabra e o mapa completo dos Circuitos Arqueológicos criados via convênio do IPAC com a equipe de arqueologia do Departamento de Antropologia da Universidade Federal da Bahia (Ufba) com recursos da Secretaria do Meio Ambiente (Sema).

Segundo a coordenadora de Educação Patrimonial do IPAC, Ednalva Queiroz, o projeto dos “Circuitos” mapeou 57 sítios arqueológicos e propõe oito roteiros culturais que passam por cidades do século 19, belas paisagens, rios, antigas estradas, cavernas e sítios de pinturas rupestres. “As oficinas conscientizaram populações dos seus bens arqueológicos e naturais que são vetores identitários e de desenvolvimento local”, comenta Ednalva.

Em tamanho 40x30cm, as fotos foram feitas com máquinas analógicas, digitais e até aparelhos celulares, durante aulas práticas orientadas pelos fotógrafos do IPAC, Lázaro Menezes e Elias Mascarenhas, no povoado Vila da Lagoa da Boa Vista. A vila foi fundada após passagem da Coluna Prestes, movimento político-militar brasileiro ligado ao “tenentismo” ocorrido entre 1925 e 1927.

A “coluna” foi caracterizada por insatisfações com a República Velha, exigência do voto secreto, defesa do ensino público e obrigatoriedade do ensino primário. Já o município ganhou esse nome em função de José Joaquim Seabra que governou a Bahia de 1912 a 1916 e de 1920 a 1924.

Durante os cursos os alunos aprenderam técnicas de luz, distância e movimento, além da revelação e ampliação de fotos. Na oficina de conservação os alunos aprenderam a preservar fotos e objetos antigos, através de técnicas de limpeza e uso de produtos e ferramentas de restauro.

A exposição está sendo preparada para ser aberta no próximo dia 28 (maio, 2011). As próximas cidades a receberem o projeto do IPAC/Ufba serão Lençóis e Palmeiras no dia 4, encerrando em Morro do Chapéu em 8 de julho.


Mais informações via telefone (71) 3116-6741 e 3116-6737 ou endereço eletrônico ipac.educacao@gmail.com. Dados sobre o IPAC estão no sitewww.ipac.ba.gov.br.



Mais FOTOS: http://www.flickr.com/photos/ secultba/sets/ 72157626788047542/

Crédito de fotos obrigatório: Lei nº 9610/98

Assessoria de Comunicação IPAC – em 27.05.2011 - Jornalista responsável Geraldo Moniz (drt-ba 1498) – (71) 8731-2641 – Texto-base: assistente Ana Paula Nobre. Contatos: (71) 3117-6490, ascom.ipac@ipac.ba.gov.br - www.ipac.ba.gov.br - Facebook: Ipacba Patrimônio - Twitter: @ipac_ba

SALVADOR/BA: PAPO DE ESCRITOR NA BIBLIOTECA THALES DE AZEVEDO




Miriam de Sales e Roberto Leal participam do projeto que tem o objetivo de colocar o autor no centro das atenções

A União Brasileira de Escritores – UBE, núcleo Bahia realizará no dia 4 de junho (sábado), às 9h30, na Biblioteca Púbica Thales de Azevedo, no Costa Azul, a primeira edição do projeto Papo de Escritor, com Miriam de Sales Oliveira e Roberto Leal. Durante o evento, que terá a mediação do jornalista Carlos Souza, haverá exposição de livros dos escritores convidados e sessão de autógrafos. O objetivo do encontro é promover o trabalho que os escritores desenvolvem e que na maioria das vezes, ainda é pouco conhecido do público leitor. Na ocasião, os convidados falarão sobre os livros publicados, os projetos que realizam e quais são suas pretensões futuras como escritores.

Os autores adiantam um pouco do que levarão para a manhã literária.“Acho oportuno falar sobre todo processo de criação, editoração, divulgação e comercialização do livro sobre a ótica do autor independente. Pretendo sugerir editoras sérias a custo baixo”, diz Miriam de Sales. “Tratando-se de um Papo de Escritor, o bom é falar sobre a trajetória difícil que tem o escritor até chegar ao livro impresso e a satisfação pessoal ao publicar e ao produzir trabalhos literários”, pondera Roberto Leal.

“O Papo de Escritor inicia a atuação da UBE na Bahia, de forma mais incisiva. Até então tínhamos realizado apenas duas reuniões aberta ao público, para falar quais seriam os objetivos da criação do núcleo; agora começamos as atividades para valer”, adianta o coordenador da UBE - Bahia, Carlos Souza.

O coordenador também justifica os nomes dos convidados a iniciarem o Papo de Escritor. “Roberto Leal tem quase 30 anos atuando com literatura, conta com a publicação de cerca de 40 obras, entre coletâneas e livros solos e revistas. Além do mais, Roberto Leal é um dos parceiros na criação do núcleo da UBE e tem uma atuação importante no jornalismo independente, com participação ativa nos principais jornais da Bahia e do Brasil”.

Carlos Souza destaca que Miriam de Sales Oliveira, é uma das escritoras baianas, com uma atuação significativa no mundo virtual. “Quem imagina que blogs, twitters, facebooks, orkuts e as redes sociais em geral são coisas da geração Y, ainda não conhece, a autora de "Contos Apimentados", que mesmo tendo 68 anos, administra oito blogs, tem perfis na maioria das redes sociais e uma média de 1 milhão de leitores espalhados pelo mundo. Dados dos sites: Portal Literal, Usina de Letras, Recanto das Letras, Artigonal, O Meklhor da Web, Portal Luis Nassif, etc. Nos blogs, mais de 100.000 nos oito. Como ela consegue essa façanha? A mesma contará durante o Papo de Escritor”, antecipa Carlos.

Convidados: Miriam de Sales Oliveira é professora formada pela Faculdade de Filosofia da Bahia, escritora por vocação, estudiosa de Historia e Literatura, seus trabalhos literários são ecléticos, um passeio por vários temas, porém, todos com uma boa dose de humor. É membro da Academia Poçoense de Letras e Artes, ocupando a cadeira 55 e da União Brasileira de Escritores – UBE. Roberto Leal é editor, articulista e escritor, edita a revista Òmnira de Literatura, é vice coordenador do núcleo da UBE - BA e presidente da Fundação Òmnira, autor de "Cárcere de Poemas" Ed. Òmnira-BA/2000, é membro da IWA-International Writers And Artists Association/USA e curador do Enebi - Encontro de Escritores Baianos Independentes.

Próximos convidados - A cada edição do Papo de Escritor, estarão em destaque dois autores, em uma roda de diálogo com o seu público, abrindo assim um elo de interação entre o leitor e o autor, visando à popularização da cultura literária, através de encontros que incentive a leitura de obras desses escritores. Durante o evento haverá exposição de livros dos escritores convidados e sessão de autógrafos. A segunda edição ocorrerá em agosto e contará com as participações das escritoras Maria Cristina Pires Silva Ramos e Morgana Gazel.

Novos associados – Quem escreve romance, conto, poesia, crônica, crítica, ensaio e teatro, ou publica regularmente artigos ou qualquer outra peça de natureza literária, em jornais ou revistas, poderá ser membro da mais antiga associação de escritores do Brasil: União Brasileira de Escritores - UBE. Agora com um núcleo na Bahia. Os novos sócios recebem a carteira de escritor; tem sua biografia incluída no sítio da UBE – www.ube.org.br, onde também poderá publicar artigos, contos, crônicas e poemas. E além do mais fortalece o movimento de escritores, na Bahia e no Brasil.

Seminário – No dia 23 de julho (sábado), das 18h às 21h, a UBE- Bahia realizará no TEATRO EVA HERZ da Livraria Cultura, do Salvador Shopping, o seminário Literatura baiana: rumos e perspectivas, em homenagem ao Dia Nacional do Escritor, data comemorada em 25 de julho. As palestras serão ministradas por nomes como Ruy Espinheira Filho, Valdomiro Santana, Aramis Ribeiro Costa, Germano Machado, Adelice Souza, Araken Vaz Galvão, Valéria Pergentino, entre outros. O evento deverá contar ainda, com presença do presidente da UBE de São Paulo, Joaquim Maria Botelho, que virá à Bahia para falar do V Congresso Brasileiro de Escritores, que será realizado em novembro próximo, em Ribeirão Preto – SP.



Serviço:
O que: Papo de Escritor, com Miriam de Sales e Roberto Leal
Onde: Na Biblioteca Pública Thales de Azevedo-Costa Azul,Salvador/Ba
Quando: Dia 04 de junho (sábado), das 9h30 às 12h
Entrada: Franca
Informações: 71 8146-0940 / 8122-7231
ube.bahia@gmail.com
http://www.ube.org.br/

quinta-feira, 26 de maio de 2011

SÃO FÉLIX/BA





JUAZEIRO/BAHIA

Foto: Divulgação


Prefeito Isaac Carvalho presenteia Dilma com tela que retrata a ponte Presidente Dutra

A festa de comemoração aos 205 anos de emancipação da cidade de Juazeiro terá uma convidada ilustre no próximo dia 15 de julho. Trata-se da presidente da República Dilma Rousseff, que confirmou sua presença nesta quinta-feira (26), em encontro com o prefeito Isaac Carvalho (PCdoB) durante uma solenidade realizada em Brasília. Antes mesmo de confirmar sua ida à maior cidade baiana às margens do Rio São Francisco, Dilma havia recebido um mimo de Isaac: um quadro do pintor Luciano Bahia que retrata a ponte Presidente Dutra sobre o Velho Chico. “O Prefeito de Juazeiro trouxe a ponte até aqui, num belo quadro, e me convidou para visitar a cidade. Assumi o compromisso de inaugurar as 2.500 casas no aniversário de Juazeiro”, anunciou em seu discurso. Anteriormente, Isaac já havia discursado em nome de todos os prefeitos do país no evento que marcou a assinatura de diversos convênios inseridos no PAC 2. A cidade será contemplada com 15 quadras e 15 creches.

BRASÍLIA/DF: O CASO PALOCCI

Palocci se explica a petistas e critica oposição, dizem senadores

O ministro Antônio Palocci (Casa Civil) se explicou nesta quinta-feira (26) a senadores da bancada do PT sobre a sua evolução patrimonial nos últimos quatro anos. Ao final do almoço da presidente Dilma Rousseff com os senadores petistas, o ministro pediu a palavra para negar que sua empresa de consultoria, a Projeto, tenha cometido irregularidades que lhe permitiram aumentar em 20 o seu patrimônio.

"Ele falou por mais de 15 minutos por iniciativa dele, explicou todas as coisas. Ele o fará por intermédio da resposta que está dando à Procuradoria Geral da República", disse o líder do PT, senador Humberto Costa (PE).

Sem revelar as explicações do ministro, Costa disse que toda a bancada saiu "contemplada" com o que foi dito por Palocci. "A mim, como aos demais senadores que lá estiveram, as explicações nos pareceram bastante consistentes."

O senador Wellington Dias (PT-PI) afirmou que Palocci atribuiu à oposição o vazamento das denúncias --em especial "tucanos" que estão em São Paulo. "Estão buscando fazer um terceiro turno desse episódio. É o PSDB que está por trás disso, sem a preocupação dos anos que isso pode causar", afirmou Dias.

O petista disse ainda que Palocci explicou que cumpriu a "quarentena" ao deixar o governo, sem desrespeitar a legislação prestando consultoria a empresas privadas. "Ele não pode divulgar o nome das empresas porque tem cláusula de sigilo", afirmou.

Costa disse que, na opinião do senadores do PT, nenhuma das denúncias contra o ministro representam uma "acusação frontal" ou "algo consistente" que comprometa a sua credibilidade. "Como há um movimento feito pela oposição que é a representação à Procuradoria Geral da República, vamos esperar essa resposta para ver se é convincente ou não. Para o que foi dito a nós aqui hoje, é bastante convincente."

QUEIXAS

No almoço, os petistas reiteraram à presidente queixas em relação à falta de diálogo de Dilma com a base aliada. Costa afirmou que os senadores explicitaram que é necessário ter um diálogo mais "fácil" com os parlamentares aliados.

"Fizemos ver a presidente que é necessário que tenhamos um acesso mais fácil, que possamos conversar mais com as pessoas do governo que estão à frente desse tema [Código Florestal] e de outros debates também. Em nenhum momento houve qualquer tipo de contraposição a esta ideia", afirmou.

IPAC ESCLARECE



COMUNICADO
PRESERVAÇÃO DE IMÓVEIS TOMBADOS – CASO SOLEDADE


O Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural (Ipac), autarquia da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) esclarece que o Conjunto Arquitetônico da Soledade é considerado oficialmente como um Patrimônio Cultural, via tombamento do Estado da Bahia nº28.398, de 10 de novembro de 1981. No entanto, é importante informar à sociedade em geral que o imóvel de nº133, da Ladeira da Soledade, que desabou parcialmente nesta quarta-feira (25), é uma propriedade privada, não sendo um prédio público, nem tombado pelo Estado, apesar de se encontrar em área de proteção estadual.
Só o trabalho articulado entre todas estas instâncias, públicas estaduais e municipais, sociedade civil e iniciativa privada vai garantir a preservação e recuperação do patrimônio baiano. Através de convênio de cooperação técnica e científica com a Universidade Federal da Bahia (Ufba) o Ipac elaborou um " Diagnóstico e Propostas de Preservação da área Tombada da Soledade", com estudos para ampliação e consolidação da poligonal do tombamento estadual e a preservação dessa área.
Tombamento - O tombamento não significa a desapropriação ou responsabilização integral do imóvel ou da área tombada, mas sim uma tutela. O primeiro responsável legal e jurídico de um imóvel é o seu proprietário. Em segundo lugar, cabe à Prefeitura Municipal do Salvador, através da Codesal, monitorar as situações de risco e ocupação de imóveis para evitar desastres, como isolar construções e áreas, retirar possíveis moradores, escorar fachadas, entre outras ações. O terceiro responsável, nesse caso, é o órgão/instância que realizou o tombamento do imóvel ou da área onde se encontra a edificação. Assim, o imóvel em questão não é tombado individualmente, mas está em área tombada pelo Estado. O Ipac só pode agir caso ocorra a solicitação formal do proprietário do imóvel, que deve comprovar não ter condições financeiras para arcar com as despesas de conservação do imóvel para que o governo estadual possa agir.

MORRE AOS 104 A MILIONÁRIA MAIS MISTERIOSA DE NOVA YORK

Foto da milionária Huguette Clark Gower tirada em 1930; Huguette morreu quarta-feira aos 104 anos


Nova York, 25 mai (EFE).- A misteriosa milionária Huguette Clark, herdeira de uma das maiores fortunas dos Estados Unidos, morreu aos 104 anos em um hospital de Nova York onde ela mesma havia se internado há anos, embora o contato com o mundo exterior já tenha sido cortado há oito décadas.

"A morte da senhora Clark é uma triste notícia para todos que a amaram e a respeitaram ao longo dos anos. Morreu como quis, com dignidade e privacidade. Vamos continuar respeitando seu desejo de privacidade", disse seu advogado Michael McKeon em comunicado divulgado nesta quarta-feira.

Membro da alta sociedade nova-iorquina, Huguette convivia com proeminentes famílias como os Rockefeller, os Astor e os Guggenheim. Casou-se aos 22 anos e, após um breve matrimônio, decidiu se enclausurar em uma mansão da Quinta Avenida de Manhattan, repleta de obras de arte e com vista para o Central Park.

Durante as duas décadas que passou reclusa no hospital nova-iorquino onde faleceu e onde se internou apesar de não ter problemas graves de saúde, a mulher viveu rodeada de bonecas antigas e praticamente nunca recebia visitas, publicou o jornal "The Wall Street Journal".

A vida da rica herdeira era praticamente desconhecida até que, no ano passado, a emissora "MSNBC" contou sua história e questionou se sua fortuna, avaliada em mais de US$ 500 milhões, estava sendo bem administrada por seus advogados.

A Promotoria de Manhattan mantém uma investigação dessa denúncia a pedido de seus familiares, que Huguette se negava a receber, segundo o jornal "Daily News", que afirma que a bilionária estava registrada no hospital com um nome falso.

O apartamento de Huguette na Quinta Avenida era considerado o maior da via. Além desse imóvel, ela tinha uma mansão de US$ 100 milhões na Califórnia e uma propriedade de US$ 24 milhões em Connecticut.

A misteriosa filha de um dos "reis do cobre" do século XIX - e que chegou a ser o segundo homem mais rico do país - jamais viveu nos imóveis que tinha fora de Nova York, de acordo com o "Daily News".

Huguette se casou em 1928 com um homem de uma família com certo reconhecimento social, embora "os artigos de fofoca (da época) comentassem que ela valia milhões, enquanto ele era um empregado de Wall Street que ganhava US$ 30 por semana", informa o "The Wall Street Journal".

Após dois anos, Huguette se divorciou e abandonou a vida pública. Sem herdeiros, deixa uma fortuna de US$ 500 milhões. Sua fotografia mais recente, acredita-se, foi tirada há 80 anos.

A CRIAÇÃO DO ESTADO DE SÃO FRANCISCO



Oziel Gomes (PDT-BA) quer criar o estado de São Fransico, a oeste do rio homônimo




Inspirado no movimento de criação dos estados de Carajás e Tapajós, no Pará, que já teve aprovação no Congresso e aguarda agora o plebiscito que poderá oficializar o desmembramento, o deputado federal Oziel Oliveira (PDT-BA), em discurso proferido no plenário, nesta segunda-feira (25), reafirmou seu desejo de criar o Estado do São Francisco, na região oeste da Bahia. De acordo com o parlamentar, a unidade federativa teria território e autossuficiência econômica para o pleito. O seu corpo técnico já prepara um decreto legislativo, tal qual o desenvolvido em favor das duas regiões paraenses, que será apresentado para a Comissão de Constituição e Jusitiça (CCJ) da Câmara e, caso aprovado, será posto em votação nas duas casas legislativas para, daí, ser agendado o plebiscito que poderá dividir a Bahia.

IGUALDADE RACIAL

Paiva Netto



Em 20 de julho de 2010, o Brasil deu expressivo passo na área dos direitos dos cidadãos negros. O Estatuto da Igualdade Racial foi sancionado pela Presidência da República.
Na semana passada, com muita satisfação, recebi um exemplar do Estatuto com a seguinte dedicatória do ex-ministro da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – SEPPIR e atual presidente da Fundação Cultural Palmares – FCP, dr. Eloi Ferreira de Araujo: “Ilustre dr. Paiva Netto, um texto que vai ao encontro das causas da LBV e de todos os brasileiros. Um afetuoso abraço, Eloi Ferreira. 19/5/2011”.
Só existe uma raça, a raça universal dos filhos de Deus.

HOMENAGEM À IRMÃ DULCE
No domingo, Irmã Dulce (1914-1992), uma grande amiga, já elevada à condição de Bem-Aventurada Dulce dos Pobres pelo papa Bento XVI, foi beatificada pela Igreja Católica em Salvador/BA. A bela cerimônia, presidida pelo representante do papa, o arcebispo emérito de Salvador, cardeal dom Geraldo Majella, contou com a presença da presidenta Dilma Rousseff.
Em 1997, tivemos ensejo de homenagear a querida Irmã Dulce, concedendo à Associação Obras Sociais, que leva seu nome, a Comenda da Ordem do Mérito da Fraternidade Ecumênica, do ParlaMundi da LBV, na categoria Solidariedade. A distinção foi entregue nas mãos da também muito saudosa dona Dulcinha (1915-2006), a amável irmã daquela que é o Anjo Bom da Bahia. Na ocasião, dona Dulcinha foi muito gentil em suas palavras: “A LBV fez uma coisa muito bonita. Não se esqueceu da Irmã Dulce. As obras dela estão sendo lembradas. E a LBV sempre foi uma grande amiga nossa, nas horas mais difíceis. Quando a Irmã Dulce estava doente, eu contei com vocês, sempre nos dando uma palavra de conforto e alegria. Parabéns! A noite foi linda! Foi uma beleza esta comemoração”.
Onde elas estiverem, pois os mortos não morrem, recebam a saudação de Paz da LBV.

SOLIDARIEDADE
O Templo da Boa Vontade, nas suas orações de hora em hora, solidariza-se com os familiares daqueles que faleceram no trágico naufrágio ocorrido no domingo, 22/5, no Lago Paranoá, em Brasília. Noventa e quatro pessoas foram resgatadas com vida.
Os dramas por todo o mundo prosseguem batendo à porta dos corações. Elevemos agora mesmo nosso pensamento ao Criador em busca de renovadas forças. Orar funciona. Não desprezemos esse poder.
Ó Deus, sois a misericórdia dos que padecem, providência dos sofredores e aflitos!
Ó Sublime Educador, Mestre da Serenidade Infinita, Prodigalizador da generosidade, Potência Divina de nossa Fé!
Pai clemente! Para todo o sempre, depositamos em Vossas mãos a certeza de uma existência melhor.
Em Vós confiamos!




José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.
paivanetto@lbv.org.br – www.boavontade.com

RODAS ESPIRITUAIS E CULTURAIS DA LBV





Cultura e Boa Vontade para um mundo melhor


Nos dias 21 e 28 de maio, a partir das 9 horas, a Juventude Ecumênica Militante da Boa Vontade de Deus realizará a sexta edição das Rodas Espirituais e Culturais. O evento terá lugar em várias cidades brasileiras e é preparatório para o 36º Fórum Internacional do Jovem Militante da Boa Vontade de Deus, que enfocará o tema “Juventude: ter Boa Vontade para um mundo melhor!”.

Constam da programação das rodas diversas atividades, dentre as quais se destacam oficinas de artes cênicas, de dança, literária e outras, bem como o Festival Internacional de Música da LBV, cujas canções vencedoras comporão o CD oficial do fórum.

As localidades onde as rodas ocorrerão, com respectivos endereços e telefones, são as seguintes:

Dia 21 de maio:
Inhumas/GO (Rua 23, quadra 13, Vila São José (Centro Cultural e Social Nelo Egídio Balestra), tel. (62) 3511-2094)
Porto Alegre/RS (Av. São Pedro, esquina com a Av. São Paulo, São Geraldo, tel. (51) 3325-7011)
Rio de Janeiro/RJ (Av. Dom Hélder Câmara, 3.059, Del Castilho, tel. (21) 2501-0247)
São Paulo/SP (Av. Rudge, 700, Bom Retiro, tel. (11) 3225-4665)

Dia 28 de maio:
Brasília/DF (SGAS 915, Lotes 75 e 76, tel. (61) 3245-1070)
Ribeirão Preto/SP (Rua Rio de Janeiro, 383, e Rua Alagoas, 407, Campos Elíseos, tel. (16) 3636-7698)
Salvador/BA (Rua Odilon Dórea, 676, Brotas, tel. (71) 3380-0017)
Uberlândia/MG (Av. Marcos de Freitas Costa, 1.840, Osvaldo Resende, tel. (34) 3210- 5450)

Outras informações sobre o evento podem ser obtidas pelo tel. (71) 3234-9300 ou no site www.boavontade.com.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

ONDE APRENDER O EVANGELHO SOBRENATUAL DE CRISTO



“Escola do Sobrenatural” da igreja Hillsong ensina a “ressuscitar mortos”



A igreja Hillsong, baseada na Austrália, ficou famosa no mundo todo por causa das músicas de seu ministério de louvor. Atualmente, tem chamado a atenção pela controvérsia envolvendo a promoção da chamada “Escola do Sobrenatural”. Uma das igrejas associadas à Hillsong está oferecendo um curso que promete ensinar como curar o câncer, restaurar mulheres estéreis e trazer os mortos de volta à vida.
Setenta pessoas já estão matriculadas no curso de seis meses dirigido pela Igreja Westlife, em Brisbane. O curso é baseado nos ensinamentos da Igreja Betel, com sede nos EUA e liderada por Bill Johnson, que ensinará os alunos através de uma série de DVDs.
Yvonne Baker, uma das responsáveis pelo curso, explica que vários milagres já ocorreram na igreja e há grandes esperanças que os ensinamentos da Escola de Evangelismo Sobrenatural contribua para que ocorram muitos outros.
O site da igreja diz: “A Escola do Sobrenatural foi projetada para capacitar os alunos a viver e mover no sobrenatural, através do ensino bíblico e aplicação prática – buscando ver o reino de Deus manifestado na terra. É um ambiente no qual as pessoas podem correr riscos de aprender a operar no sobrenatural, sem medo da rejeição ou do fracasso”.
Um porta-voz da Igreja Westlife rejeitou as acusações que estavam oferecendo promessas irreais: ”Compartilhamos a convicção de todas as igrejas cristãs, de todas as denominações, que Deus pode responder à oração e intercedemos pelos que estão com necessidades físicas, emocionais e espirituais… Nosso ensino sobre este assunto é idêntico à maioria das igrejas cristãs”.
A sede da igreja fica na região que foi duramente atingida pelas inundações devastadoras que ocorreram na Austrália no início deste ano.

Bethel School Of Supernatural Evangelism from ibethelVideo on Vimeo.

Agência Pavanews, com informações de NEWS AU.

Portal Padom