domingo, 24 de maio de 2015

  NA BAHIA

Presos iniciam rebelião e matam 10 detentos em Presídio de Feira de Santana


Uma rebelião ocorrida neste domingo (24) resultou com a morte de 10 presos que cumpriam pena no Presídio Regional de Feira de Santana. De acordo com o site Bocão News, 32 detentos se rebelaram e iniciaram uma confusão, que terminou com seis presos degolados em brigas de facões. Em menos de dois anos, é o terceiro registro de confusão com presos da unidade. Em janeiro deste ano, três criminosos pularam o muro do prédio e correram por um matagal que cerca o presídio. Em maio de 2014, um outro preso conseguiu fugir do complexo penitenciário durante o horário do almoço. A Polícia Militar já se encontra no local para averiguar a situação. Metro1.




PESSÔA VAI ENTREGAR A JANOT LISTA DE POLÍTICOS QUE RECEBERAM PROPINA DA PETROBRAS

O dono da UTC, o baiano Ricardo Pessôa, pretende enviar ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, uma planilha com o nome dos políticos que recebiam propina desviada da Petrobras. Há duas semanas, Pessôa ficou irritado quando seus advogados não conseguiram abrir a tal planilha no computador para mostrar aos procuradores.

 De acordo com a coluna Expresso, da Época, Pessôa promete, também, entregar imagens dos políticos que visitavam seu escritório para pegar a dinheirama desviada da Petrobras. 

Fonte: Bahia Notícia

 


sexta-feira, 22 de maio de 2015

Adoção rima com coração


Paiva Netto

Em maio, o Dia das Mães (sempre no segundo domingo do mês) e o Dia Nacional da Adoção (25/5) guardam especial afinidade. O sagrado dom da maternidade, também expresso no belo gesto da adoção, deve compartilhar amor e afeto igualmente de forma inclusiva.

Esse importante tema foi discutido recentemente na Boa Vontade TV (canal 20 da SKY), no programa Sociedade Solidária. O apresentador e graduado em Ciências Sociais Daniel Guimarães entrevistou Mônica Natale de Camargo, gerente executiva do Grupo de Apoio à Adoção de São Paulo (Gaasp). 

Mudança de cultura
Estimativas apontam que, para cada criança na fila de adoção, há seis casais ou indivíduos pretendentes. Mônica Natale esclarece: “Ainda temos aquela cultura do perfil. O que a maioria dos pretendentes deseja? Eles querem aquelas crianças menores, bebês, brancos ou da mesma etnia. E as crianças que estão disponíveis geralmente são de grupos de irmãos e com idade avançada, e algumas com necessidades especiais. Então, o que tem de se fazer? Mudar essa cultura de adoção no Brasil. O pretendente tem que entender qual é a realidade do país, e começar a olhar com carinho para as crianças, mudar aquela concepção do filho idealizado para o filho possível”.

Longe de nós o preconceito
O alto sentido de humanidade precisa habitar o coração das criaturas, não deixando espaço para preconceitos. A gerente do Gaasp aponta para o que pode ser feito: “Primeiro, uma divulgação maior do que é a adoção, entender o que significa adotar, o que significa um filho na sua vida. Isso é importante! A cultura da adoção tem que ser mudada, sim, com programas como este onde se discute, onde se fala dessas necessidades”.

O assunto realmente merece um olhar mais atento da parte de todos, seja das políticas públicas ou da sociedade. É direito básico de toda criança ter uma família que a proteja, ame e respeite.

Quem quiser se informar melhor, acesse o site do Grupo de Apoio à Adoção de São Paulo: www.gaasp.org.br. Procure também conhecer a legislação brasileira sobre o tema. 

Tirem o vidro!
No dia 27/5, completam-se 29 anos de dois grandes eventos da Legião da Boa Vontade na capital federal. Na ocasião, além de inaugurar o primeiro anexo (sede administrativa) do Conjunto Ecumênico, comandei a cerimônia de lançamento da Pedra Fundamental do Templo da Boa Vontade. 

Momentos antes do início do cerimonial, um fato curioso proporcionou a todos importante lição. Eu me encontrava no segundo andar do prédio administrativo da LBV com os meus filhos e, ao olhar para o pátio, que estava superlotado, vi que o palco era baixo demais. E decidi: Sabem de uma coisa? Vou falar aqui de cima da marquise de entrada. E perguntei: Essa marquise aguenta o peso da gente? Ao que me responderam que sim, ao mesmo tempo em que me perguntavam: “Mas como é que o senhor vai passar para lá? Tem um vidro na frente!”. Ora, se o vidro atrapalha, tirem o vidro!, disse-lhes. O vidro foi retirado e pude, então, fazer o discurso lá de cima mesmo. 

Naquele momento, destaquei, lembrando-me de Moisés e de Zarur, que o Templo da Paz surgia para que houvesse a interiorização de bons e elevados valores. Porque não se pode exteriorizar coisa alguma de útil se a criatura não tem nada para oferecer. É a questão do conteúdo.


José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.

Corregedor-geral pede ao presidente do TJ-BA que destine servidores para o primeiro grau
Foto: Nei Pinto/TJ-BA
O corregedor-geral do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), desembargador José Olegário Monção Caldas, pediu ao presidente Eserval Rocha que destine, pelo menos, uma parte dos servidores do segundo grau para o primeiro grau, caso o mandado de segurança contra a intervenção do CNJ seja julgado procedente. O pedido foi feito na manhã desta sexta-feira (21). Saiba mais na coluna Justiça.

Fonte: Bahia Notícias.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Desconhecido ameaça decapitar o papa Francisco e seu sobrinho


Noticias Gospel – O sobrinho do papa Francisco e padre de uma paróquia da cidade de Villa Elisa de Buenos Aires, Walter Sívori, de 45 anos, afirma ter recebido ameaças de morte contra ele e contra seu tio.

Walter Sívori, padre da Paróquia de Nossa Senhora dos Milagres em Buenos Aires e sobrinho do atual pontífice, denunciou ter recebido chamadas telefônicas com voz masculina dizendo ‘eu vou decapitar’ e ‘vou te decapitar, se não for você será seu tio’, informou a ‘La Voz’.

A policia da Argentina está investigando a origem das chamadas telefônicas e assim tem produzido movimentos perto da igreja. Segundo uma fonte policial o papa foi informado das ameaças, mas ‘ele minimizou o fato’.


Fonte: Portal Padom

quarta-feira, 20 de maio de 2015

EM CACHOEIRA/BAHIA

O Jornal O Guarany, edição de maio/2015, circula desde as primeiras horas desta quinta-feira, em Cachoeira, São Félix e outras cidade da região. Assinantes recebem O Guarany em suas residências. Não assinantes podem pegar exemplares gratuitamente no Palácio da Cultura, na Praça Barão do Rio Branco, ao lado do Fórum Teixeira de Freitas ou diretamente na Redação do Jornal, na Rua Benjamin Constant, 15 - Centro Histórico.



Matérias em destaque:
1.Juiz não cumpre ritual de julgamento, ações permanecem  sem tramitação no Fórum Teixeira de Freitas, em Cachoeira.
2.A visita do ministro Juca Ferreira à Cachoeira.
3.O Poder da Malandragem no Poder: Organização de Trapaceiro.
4.Cidadão da Cachoeira perseguido pelo IPHAN e humilhado por um juiz federal.
5.Em  Cachoeira,  os  entorpecentes  são  uma  praga  desafiando  as  forças policiais,  governos  e  igrejas,  que  perdem  para  o  tráfico  a in fluência na vida de inúmeras comunidades, artigo de Luciano Borges